Inicio | Voltar
Antigo Testamento

Números

28:28 E a sua oferta de alimentos de flor de farinha misturada com azeite: três décimas para um novilho, duas décimas para um carneiro;
28:29 E uma décima, para cada um dos sete cordeiros;
28:30 Um bode para fazer expiação por vós.
28:31 Além do holocausto contínuo, e a sua oferta de alimentos, os oferecereis (ser-vos-ão eles sem defeito) com as suas libações.
29:1 SEMELHANTEMENTE, tereis santa convocação no sétimo mês, no primeiro dia do mês; nenhum trabalho servil fareis; será para vós dia de sonido de trombetas.
29:2 Então por holocausto, em cheiro suave ao SENHOR, oferecereis um novilho, um carneiro e sete cordeiros de um ano, sem defeito.
29:3 E pela sua oferta de alimentos de flor de farinha misturada com azeite, três décimas para o novilho, e duas décimas para o carneiro,
29:4 E uma décima para cada um dos sete cordeiros.
29:5 E um bode para expiação do pecado, para fazer expiação por vós;
29:6 Além do holocausto do mês, e a sua oferta de alimentos, e o holocausto contínuo, e a sua oferta de alimentos, com as suas libações, segundo o seu estatuto, em cheiro suave, oferta queimada ao SENHOR.
29:7 E no dia dez deste sétimo mês tereis santa convocação, e afligireis as vossas almas; nenhum trabalho fareis.
29:8 Mas por holocausto, em cheiro suave ao SENHOR, oferecereis um novilho, um carneiro e sete cordeiros de um ano; eles serão sem defeito.
29:9 E, pela sua oferta de alimentos de flor de farinha misturada com azeite, três décimas para o novilho, duas décimas para o carneiro,
29:10 E uma décima para cada um dos sete cordeiros;
29:11 Um bode para expiação do pecado, além da expiação do pecado pelas propiciações, e do holocausto contínuo, e da sua oferta de alimentos com as suas libações.
29:12 Semelhantemente, aos quinze dias deste sétimo mês tereis santa convocação; nenhum trabalho servil fareis; mas sete dias celebrareis festa ao SENHOR.
29:13 E, por holocausto em oferta queimada, de cheiro suave ao SENHOR, oferecereis treze novilhos, dois carneiros e catorze cordeiros de um ano; todos eles sem defeito.
29:14 E, pela sua oferta de alimentos de flor de farinha misturada com azeite, três décimas para cada um dos treze novilhos, duas décimas para cada carneiro, entre os dois carneiros;
29:15 E uma décima para cada um dos catorze cordeiros;
29:16 E um bode para expiação do pecado, além do holocausto contínuo, a sua oferta de alimentos e a sua libação;
29:17 Depois, no segundo dia, doze novilhos, dois carneiros, catorze cordeiros de um ano, sem defeito;
29:18 E a sua oferta de alimentos e as suas libações para os novilhos, para os carneiros e para os cordeiros, conforme o seu número, segundo o estatuto;
29:19 E um bode para expiação do pecado, além do holocausto contínuo, da sua oferta de alimentos e das suas libações.
29:20 E, no terceiro dia, onze novilhos, dois carneiros, catorze cordeiros de um ano, sem defeito;
29:21 E as suas ofertas de alimentos, e as suas libações para os novilhos, para os carneiros e para os cordeiros, conforme o seu número, segundo o estatuto;
29:22 E um bode para expiação do pecado, além do holocausto contínuo, e da sua oferta de alimentos e da sua libação.
29:23 E, no quarto dia, dez novilhos, dois carneiros, catorze cordeiros de um ano, sem defeito;
29:24 A sua oferta de alimentos, e as suas libações para os novilhos, para os carneiros, e para os cordeiros, conforme o seu número, segundo o estatuto;
29:25 E um bode para expiação do pecado, além do holocausto contínuo, da sua oferta de alimentos e da sua libação.
29:26 E, no quinto dia, nove novilhos, dois carneiros e catorze cordeiros de um ano, sem defeito.
29:27 E a sua oferta de alimentos, e as suas libações para os novilhos, para os carneiros e para os cordeiros, conforme o seu número, segundo o estatuto;
29:28 E um bode para expiação do pecado além do holocausto contínuo, e da sua oferta de alimentos e da sua libação.
29:29 E, no sexto dia, oito novilhos, dois carneiros, catorze cordeiros de um ano, sem defeito;
29:30 E a sua oferta de alimentos, e as suas libações para os bezerros, para os carneiros e para os cordeiros, conforme o seu número, segundo o estatuto;
29:31 E um bode para expiação do pecado, além do holocausto contínuo, da sua oferta de alimentos e da sua libação.
29:32 E, no sétimo dia, sete novilhos, dois carneiros, catorze cordeiros de um ano, sem defeito.
29:33 E a sua oferta de alimentos, e as suas libações para os novilhos, para os carneiros e para os cordeiros, conforme o seu número, segundo o seu estatuto,
29:34 E um bode para expiação do pecado, além do holocausto contínuo, da sua oferta de alimentos e da sua libação.
29:35 No oitavo dia tereis dia de solenidade; nenhum trabalho servil fareis;
29:36 E por holocausto em oferta queimada de cheiro suave ao SENHOR oferecereis um novilho, um carneiro, sete cordeiros de um ano, sem defeito;
29:37 A sua oferta de alimentos e as suas libações para o novilho, para o carneiro e para os cordeiros, conforme o seu número, segundo o estatuto.
29:38 E um bode para expiação do pecado, além do holocausto contínuo, e da sua oferta de alimentos e da sua libação.
29:39 Estas coisas fareis ao SENHOR nas vossas solenidades além dos vossos votos, e das vossas ofertas voluntárias, com os vossos holocaustos, e com as vossas ofertas de alimentos, e com as vossas libações, e com as vossas ofertas pacíficas.
29:40 E falou Moisés aos filhos de Israel, conforme a tudo o que o SENHOR ordenara a Moisés.
30:1 E FALOU Moisés aos cabeças das tribos dos filhos de Israel, dizendo: Esta é a palavra que o SENHOR tem ordenado.
30:2 Quando um homem fizer voto ao SENHOR, ou fizer juramento, ligando a sua alma com obrigação, não violará a sua palavra: segundo tudo o que saiu da sua boca, fará.
30:3 Também quando uma mulher, na sua mocidade, estando ainda na casa de seu pai, fizer voto ao SENHOR, e com obrigação se ligar,
30:4 E seu pai ouvir o seu voto e a sua obrigação, com que ligou a sua alma; e seu pai se calar para com ela, todos os seus votos serão válidos; e toda a obrigação com que ligou a sua alma, será válida.
30:5 Mas se seu pai lhe tolher no dia que tal ouvir, todos os seus votos e as suas obrigações com que tiver ligado a sua alma, não serão válidos; mas o SENHOR lhe perdoará, porquanto seu pai lhos tolheu.
30:6 E se ela for casada, e for obrigada a alguns votos, ou à pronunciação dos seus lábios, com que tiver ligado a sua alma;
30:7 E seu marido o ouvir, e se calar para com ela no dia em que o ouvir, os seus votos serão válidos; e as suas obrigações com que ligou a sua alma, serão válidas.
30:8 Mas se seu marido lhe tolher no dia em que o ouvir, e anular o seu voto a que estava obrigada, como também a pronunciação dos seus lábios, com que ligou a sua alma; o SENHOR lhe perdoará.
30:9 No tocante ao voto da viúva, ou da repudiada, tudo com que ligar a sua alma, sobre ela será válido.
30:10 Porém se fez voto na casa de seu marido, ou ligou a sua alma com obrigação de juramento;
30:11 E seu marido o ouviu, e se calou para com ela, e não lho tolheu, todos os seus votos serão válidos, e toda a obrigação, com que ligou a sua alma, será válida.
30:12 Porém se seu marido lhos anulou no dia em que os ouviu; tudo quanto saiu dos seus lábios, quer dos seus votos, quer da obrigação da sua alma, não será válido; seu marido lhos anulou, e o SENHOR lhe perdoará.
30:13 Todo o voto, e todo o juramento de obrigação, para humilhar a alma, seu marido o confirmará, ou anulará.
30:14 Porém se seu marido, de dia em dia, se calar inteiramente para com ela, então confirma todos os seus votos e todas as suas obrigações, que estiverem sobre ela; confirmado lhos tem, porquanto se calou para com ela no dia em que o ouviu.
30:15 Porém se de todo lhos anular depois que o ouviu, então ele levará a iniqüidade dela.
30:16 Estes são os estatutos que o SENHOR ordenou a Moisés entre o marido e sua mulher; entre o pai e sua filha, na sua mocidade, em casa de seu pai.
31:1 E FALOU o SENHOR a Moisés, dizendo:
31:2 Vinga os filhos de Israel dos midianitas; depois recolhido serás ao teu povo.
31:3 Falou, pois, Moisés ao povo, dizendo: Armem-se alguns de vós para a guerra, e saiam contra os midianitas, para fazerem a vingança do SENHOR contra eles.
31:4 Mil de cada tribo, entre todas as tribos de Israel, enviareis à guerra.
31:5 Assim foram dados, dos milhares de Israel, mil de cada tribo; doze mil armados para a peleja.
31:6 E Moisés os mandou à guerra, mil de cada tribo, e com eles Finéias, filho de Eleazar, o sacerdote, com os vasos do santuário, e com as trombetas do alarido na sua mão.
31:7 E pelejaram contra os midianitas, como o SENHOR ordenara a Moisés; e mataram a todos os homens.
31:8 Mataram também, além dos que já haviam sido mortos, os reis dos midianitas: a Evi, e a Requém, e a Zur, e a Hur, e a Reba, cinco reis dos midianitas; também a Balaão, filho de Beor, mataram à espada.
31:9 Porém, os filhos de Israel levaram presas as mulheres dos midianitas e as suas crianças; também levaram todos os seus animais e todo o seu gado, e todos os seus bens.
31:10 E queimaram a fogo todas as suas cidades com todas as suas habitações e todos os seus acampamentos.
31:11 E tomaram todo o despojo e toda a presa de homens e de animais.
31:12 E trouxeram a Moisés e a Eleazar, o sacerdote, e à congregação dos filhos de Israel, os cativos, e a presa, e o despojo, para o arraial, nas campinas de Moabe, que estão junto ao Jordão, na altura de Jericó.
31:13 Porém Moisés e Eleazar, o sacerdote, e todos os príncipes da congregação, saíram a recebê-los fora do arraial.
31:14 E indignou-se Moisés grandemente contra os oficiais do exército, capitães dos milhares e capitães das centenas, que vinham do serviço da guerra.
31:15 E Moisés disse-lhes: Deixastes viver todas as mulheres?
31:16 Eis que estas foram as que, por conselho de Balaão, deram ocasião aos filhos de Israel de transgredir contra o SENHOR no caso de Peor; por isso houve aquela praga entre a congregação do SENHOR.
31:17 Agora, pois, matai todo o homem entre as crianças, e matai toda a mulher que conheceu algum homem, deitando-se com ele.
31:18 Porém, todas as meninas que não conheceram algum homem, deitando-se com ele, deixai-as viver para vós.
31:19 E alojai-vos sete dias fora do arraial; qualquer que tiver matado alguma pessoa, e qualquer que tiver tocado algum morto, ao terceiro dia, e ao sétimo dia vos purificareis, a vós e a vossos cativos.
31:20 Também purificareis toda a roupa, e toda a obra de peles, e toda a obra de pêlos de cabras, e todo o utensílio de madeira.
31:21 E disse Eleazar, o sacerdote, aos homens da guerra, que foram à peleja: Este é o estatuto da lei que o SENHOR ordenou a Moisés.
31:22 Contudo o ouro, e a prata, o cobre, o ferro, o estanho, e o chumbo,
31:23 Toda a coisa que pode resistir ao fogo, fareis passar pelo fogo, para que fique limpa, todavia se purificará com a água da purificação; mas tudo que não pode resistir ao fogo, fareis passar pela água.
31:24 Também lavareis as vossas roupas ao sétimo dia, para que fiqueis limpos; e depois entrareis no arraial.
31:25 Falou mais o SENHOR a Moisés, dizendo:
31:26 Faze a soma da presa que foi tomada, de homens e de animais, tu e Eleazar, o sacerdote, e os cabeças das casas dos pais da congregação,
31:27 E divide a presa em duas metades, entre os que se armaram para a peleja, e saíram à guerra, e toda a congregação.
31:28 Então para o SENHOR tomarás o tributo dos homens de guerra, que saíram a esta peleja, de cada quinhentos uma alma, dos homens, e dos bois, e dos jumentos e das ovelhas.
31:29 Da sua metade o tomareis, e o dareis ao sacerdote Eleazar, para a oferta alçada do SENHOR.
31:30 Mas, da metade dos filhos de Israel, tomarás um de cada cinqüenta, um dos homens, dos bois, dos jumentos, e das ovelhas, e de todos os animais; e os darás aos levitas que têm cuidado da guarda do tabernáculo do SENHOR.
31:31 E fizeram Moisés e Eleazar, o sacerdote, como o SENHOR ordenara a Moisés.
31:32 Foi a presa, restante do despojo que tomaram os homens de guerra, seiscentas e setenta e cinco mil ovelhas;
31:33 E setenta e dois mil bois;
31:34 E sessenta e um mil jumentos;
31:35 E, das mulheres que não conheceram homem algum, deitando-se com ele, todas as almas foram trinta e duas mil.
31:36 E a metade, que era a porção dos que saíram à guerra, foi em número de trezentas e trinta e sete mil e quinhentas ovelhas.
31:37 E das ovelhas, o tributo para o SENHOR foi de seiscentas e setenta e cinco.
31:38 E foram os bois trinta e seis mil; e o seu tributo para o SENHOR setenta e dois.
31:39 E foram os jumentos trinta mil e quinhentos; e o seu tributo para o SENHOR sessenta e um.
31:40 E houve de pessoas dezesseis mil; e o seu tributo para o SENHOR trinta e duas pessoas.
31:41 E deu Moisés a Eleazar, o sacerdote, o tributo da oferta alçada do SENHOR, como o SENHOR ordenara a Moisés.
31:42 E da metade dos filhos de Israel que Moisés separara da dos homens que pelejaram,
31:43 (A metade para a congregação foi, das ovelhas, trezentas e trinta e sete mil e quinhentas;
31:44 E dos bois trinta e seis mil;
31:45 E dos jumentos trinta mil e quinhentos;
31:46 E das pessoas humanas dezesseis mil).
31:47 Desta metade dos filhos de Israel, Moisés tomou um de cada cinqüenta, de homens e de animais, e os deu aos levitas, que tinham cuidado da guarda do tabernáculo do SENHOR, como o SENHOR ordenara a Moisés.
31:48 Então chegaram-se a Moisés os oficiais que estavam sobre os milhares do exército, os chefes de mil e os chefes de cem;
31:49 E disseram a Moisés: Teus servos tomaram a soma dos homens de guerra que estiveram sob as nossas ordens; e não falta nenhum de nós.
31:50 Por isso trouxemos uma oferta ao SENHOR, cada um o que achou, objetos de ouro, cadeias, ou manilhas, anéis, arrecadas, e colares, para fazer expiação pelas nossas almas perante o SENHOR.
31:51 Assim Moisés e Eleazar, o sacerdote, receberam deles o ouro, sendo todos os objetos bem trabalhados.
31:52 E foi todo o ouro da oferta alçada, que ofereceram ao SENHOR, dezesseis mil e setecentos e cinqüenta siclos, dos chefes de mil e dos chefes de cem
31:53 (Pois cada um dos homens de guerra, tinha tomado presa para si).
31:54 Receberam, pois, Moisés e Eleazar, o sacerdote, o ouro dos chefes de mil e dos chefes de cem, e o levaram à tenda da congregação, por memorial para os filhos de Israel perante o SENHOR.
32:1 E OS filhos de Rúben e os filhos de Gade tinham gado em grande quantidade; e viram a terra de Jazer, e a terra de Gileade, e eis que o lugar era lugar de gado.
32:2 Vieram, pois, os filhos de Gade, e os filhos de Rúben e falaram a Moisés e a Eleazar, o sacerdote, e aos chefes da congregação, dizendo:
32:3 Atarote, e Dibom, e Jazer, e Ninra, e Hesbom, e Eleale, e Sebã, e Nebo, e Beom,
32:4 A terra que o SENHOR feriu diante da congregação de Israel, é terra para gado, e os teus servos têm gado.
32:5 Disseram mais: Se achamos graça aos teus olhos, dê-se esta terra aos teus servos em possessão; e não nos faças passar o Jordão.
32:6 Porém Moisés disse aos filhos de Gade e aos filhos de Rúben: Irão vossos irmãos à peleja, e ficareis vós aqui?
32:7 Por que, pois, desencorajais o coração dos filhos de Israel, para que não passem à terra que o SENHOR lhes tem dado?
32:8 Assim fizeram vossos pais, quando os mandei de Cades-Barnéia, a ver esta terra.
32:9 Chegando eles até ao vale de Escol, e vendo esta terra, desencorajaram o coração dos filhos de Israel, para que não entrassem na terra que o SENHOR lhes tinha dado.
32:10 Então a ira do SENHOR se acendeu naquele mesmo dia, e jurou dizendo:
32:11 Que os homens, que subiram do Egito, de vinte anos para cima, não verão a terra que jurei a Abraão, a Isaque, e a Jacó! porquanto não perseveraram em seguir-me;
32:12 Exceto Calebe, filho de Jefoné o quenezeu, e Josué, filho de Num, porquanto perseveraram em seguir ao SENHOR.
32:13 Assim se acendeu a ira do SENHOR contra Israel, e fê-los andar errantes pelo deserto quarenta anos até que se consumiu toda aquela geração, que fizera mal aos olhos do SENHOR.
32:14 E eis que vós, uma geração de homens pecadores, vos levantastes em lugar de vossos pais, para ainda mais acrescentar o furor da ira do SENHOR contra Israel.
32:15 Se vós vos virardes de segui-lo, também ele os deixará de novo no deserto, e destruireis a todo este povo.
32:16 Então chegaram-se a ele, e disseram: Edificaremos currais aqui para o nosso gado, e cidades para as nossas crianças;
32:17 Porém nós nos armaremos, apressando-nos adiante dos de Israel, até que os levemos ao seu lugar; e ficarão as nossas crianças nas cidades fortes por causa dos moradores da terra.
32:18 Não voltaremos para nossas casas, até que os filhos de Israel estejam de posse, cada um, da sua herança.
32:19 Porque não herdaremos com eles além do Jordão, nem mais adiante; porquanto nós já temos a nossa herança aquém do Jordão, ao oriente.
32:20 Então Moisés lhes disse: Se isto fizerdes assim, se vos armardes à guerra perante o SENHOR;
32:21 E cada um de vós, armado, passar o Jordão perante o SENHOR, até que haja lançado fora os seus inimigos de diante dele,
32:22 E a terra esteja subjugada perante o SENHOR; então voltareis e sereis inculpáveis perante o SENHOR e perante Israel; e esta terra vos será por possessão perante o SENHOR;
32:23 E se não fizerdes assim, eis que pecastes contra o SENHOR; e sabei que o vosso pecado vos há de achar.
32:24 Edificai cidades para as vossas crianças, e currais para as vossas ovelhas; e fazei o que saiu da vossa boca.
32:25 Então falaram os filhos de Gade, e os filhos de Rúben a Moisés, dizendo: Como ordena meu senhor, assim farão teus servos.
32:26 As nossas crianças, as nossas mulheres, o nosso gado, e todos os nossos animais estarão aí nas cidades de Gileade.
32:27 Mas os teus servos passarão, cada um armado para a guerra, a pelejar perante o SENHOR, como tem falado o meu SENHOR.
32:28 Então Moisés deu ordem acerca deles a Eleazar, o sacerdote, e a Josué filho de Num, e aos cabeças das casas dos pais das tribos dos filhos de Israel.
32:29 E disse-lhes Moisés: Se os filhos de Gade e os filhos de Rúben passarem convosco o Jordão, armado cada um para a guerra, perante o SENHOR, e a terra estiver subjugada diante de vós, em possessão lhes dareis a terra de Gileade.
32:30 Porém, se não passarem armados convosco, terão possessões entre vós, na terra de Canaã.
32:31 E responderam os filhos de Gade e os filhos de Rúben, dizendo: O que o SENHOR falou a teus servos, isso faremos.
32:32 Nós passaremos, armados, perante o SENHOR, à terra de Canaã, e teremos a possessão de nossa herança aquém do Jordão.
32:33 Assim deu-lhes Moisés, aos filhos de Gade, e aos filhos de Rúben, e à meia tribo de Manassés, filho de José, o reino de Siom, rei dos amorreus, e o reino de Ogue, rei de Basã; a terra com as suas cidades nos seus termos, e as cidades ao seu redor.
32:34 E os filhos de Gade edificaram a Dibom, e Atarote, e Aroer;
32:35 E Atarote-Sofã, e Jazer, e Jogbeá;
32:36 E Bete-Ninra, e Bete-Harã, cidades fortes; e currais de ovelhas.
32:37 E os filhos de Rúben edificaram a Hesbom, e Eleale, e Quiriataim;
32:38 E Nebo, e Baal-Meom, mudando-lhes o nome, e Sibma; e os nomes das cidades que edificaram chamaram por outros nomes.
32:39 E os filhos de Maquir, filho de Manassés, foram-se para Gileade, e a tomaram; e daquela possessão expulsaram os amorreus que estavam nela.
32:40 Assim Moisés deu Gileade a Maquir, filho de Manassés, o qual habitou nela.
32:41 E foi Jair, filho de Manassés, e tomou as suas aldeias; e chamou-as Havote-Jair.
32:42 E foi Nobá, e tomou a Quenate com as suas aldeias; e chamou-a Nobá, segundo o seu próprio nome.
33:1 ESTAS são as jornadas dos filhos de Israel, que saíram da terra do Egito, segundo os seus exércitos, sob a direção de Moisés e Arão.
33:2 E escreveu Moisés as suas saídas, segundo as suas jornadas, conforme ao mandado do SENHOR; e estas são as suas jornadas, segundo as suas saídas.
33:3 Partiram, pois, de Ramessés no primeiro mês, no dia quinze do primeiro mês; no dia seguinte da páscoa saíram os filhos de Israel por alta mão, aos olhos de todos os egípcios,
33:4 Enquanto os egípcios enterravam os que o SENHOR tinha ferido entre eles, a todo o primogênito, e havendo o SENHOR executado juízos também contra os seus deuses.
33:5 Partiram, pois, os filhos de Israel de Ramessés, e acamparam-se em Sucote.
33:6 E partiram de Sucote, e acamparam-se em Etã, que está no fim do deserto.
33:7 E partiram de Etã, e voltaram a Pi-Hairote, que está defronte de Baal-Zefom, e acamparam-se diante de Migdol.
33:8 E partiram de Pi-Hairote, e passaram pelo meio do mar ao deserto, e andaram caminho de três dias no deserto de Etã, e acamparam-se em Mara.
33:9 E partiram de Mara, e vieram a Elim, e em Elim havia doze fontes de águas e setenta palmeiras, e acamparam-se ali.
33:10 E partiram de Elim, e acamparam-se junto ao Mar Vermelho.
33:11 E partiram do Mar Vermelho, e acamparam-se no deserto de Sim.
33:12 E partiram do deserto de Sim, e acamparam-se em Dofca.
33:13 E partiram de Dofca, e acamparam-se em Alus.
33:14 E partiram de Alus, e acamparam-se em Refidim; porém não havia ali água, para que o povo bebesse.
33:15 Partiram, pois, de Refidim, e acamparam-se no deserto de Sinai.
33:16 E partiram do deserto de Sinai, e acamparam-se em Quibrote-Taavá.
33:17 E partiram de Quibrote-Taavá, e acamparam-se em Hazerote.
33:18 E partiram de Hazerote, e acamparam-se em Ritmá.
33:19 E partiram de Ritmá, e acamparam-se em Rimom-Perez.
33:20 E partiram de Rimom-Perez, e acamparam-se em Libna.
33:21 E partiram de Libna, e acamparam-se em Rissa.
33:22 E partiram de Rissa, e acamparam-se em Queelata.
33:23 E partiram de Queelata, e acamparam-se no monte de Séfer.
33:24 E partiram do monte de Séfer, e acamparam-se em Harada.
33:25 E partiram de Harada, e acamparam-se em Maquelote.
33:26 E partiram de Maquelote, e acamparam-se em Taate.
33:27 E partiram de Taate, e acamparam-se em Tara.
33:28 E partiram de Tara, e acamparam-se em Mitca.
33:29 E partiram de Mitca, e acamparam-se em Hasmona.
33:30 E partiram de Hasmona, e acamparam-se em Moserote.
33:31 E partiram de Moserote, e acamparam-se em Bene-Jaacã.
33:32 E partiram de Bene-Jaacã, e acamparam-se em Hor-Hagidgade.
33:33 E partiram de Hor-Hagidgade, e acamparam-se em Jotbatá.
33:34 E partiram de Jotbatá, e acamparam-se em Abrona.
33:35 E partiram de Abrona, e acamparam-se em Ezion-Geber.
33:36 E partiram de Ezion-Geber, e acamparam-se no deserto de Zim, que é Cades.
33:37 E partiram de Cades, e acamparam-se no monte Hor, no fim da terra de Edom.
33:38 Então Arão, o sacerdote, subiu ao monte Hor, conforme ao mandado do SENHOR; e morreu ali no quinto mês do ano quadragésimo da saída dos filhos de Israel da terra do Egito, no primeiro dia do mês.
33:39 E era Arão da idade de cento e vinte e três anos, quando morreu no monte Hor.
33:40 E ouviu o cananeu, rei de Harade, que habitava o sul na terra de Canaã, que chegavam os filhos de Israel.
33:41 E partiram do monte Hor, e acamparam-se em Zalmona.
33:42 E partiram de Zalmona, e acamparam-se em Punom.
33:43 E partiram de Punom, e acamparam-se em Obote.
33:44 E partiram de Obote, e acamparam-se em Ije-Abarim, no termo de Moabe.
  << anterior   1 2 3 4 5 6 7

Versão "João Ferreira de Almeida Atualizada"